Feed de RSS

AENSM

sábado, 23 de dezembro de 2017

Jantar de Natal

Um excelente jantar confecionado pelos funcionários, numa sala decorada pelos alunos e professores de Educação Visual e Educação Tecnológica.


Obrigada a TODOS.
Maria Celeste Sousa

quinta-feira, 21 de dezembro de 2017

Postal de Natal


Porque trabalhamos com pessoas e para pessoas,
não esquecemos o mais importante:
as "nossas" pessoas!

Para todos os que trabalham connosco na construção de um futuro melhor, os votos de:
BOAS FESTAS

Um projeto de Natal

Um projeto de Natal, na sala 1 do JI Raul Lopes

Assim que entra dezembro, a sala enche-se de conversas sobre as ruas enfeitadas, sobre as montras decoradas, sobre o Natal a chegar…

Aproveitando estes diálogos, entram também na nossa rotina algumas atividades já costumeiras.

A Cristina lembrou-se que tinha uma história que falava sobre o Natal que se chamava "Natal nas asas do arco-íris". Ela leu-nos o livro e depois conversámos todos sobre a história.

Os muitos Natais que existem em cada um...
  • procurámos histórias relacionadas com o Natal
  • conversámos uns com os outros, pois há muitos meninos que já sabem muitas coisas sobre o Natal
  • recortámos e construímos enfeites para decorar a nossa sala 
  • falámos sobre as palavras relacionadas com o Natal (àrea vocabular/campo lexical)
  • falámos sobre o que é o o Natal para cada um de nós e desenhámos sobre isso
Com as novidades sobre o Natal que casa um trazia para a sala, começou a surgir a vontade de fazer enfeites de Natal e de pintar sobre o tema.

À procura de um pinheiro...
Trabalhámos uma banda desenhada inspirada na ópera ligeira infantil: "À procura de um Pinheiro" de José Carlos Godinho, que tem uma mensagem ecológica de protecção da natureza.

Descobrimos que o pinheiro é um símbolo de Natal importante, ouvimos uma história que fala sobre a importância das árvores no planeta e porque devemos cuidar delas. 

A história foi reescrita pela educadora Cristina Cotralha e adaptada à triste realidade dos incêndios, vivida nos dias de hoje.

Percebemos ainda que o Natal é tempo de amor e por isso oferecemos presentes uns aos outros. E decidimos, também, fazer um presente de Natal para a nossa família... com muito amor!



Natal vs. Ecologia


Na sequência do tema ecologia versus Natal elaborámos a lembrança para a nossa família imbuídos desse espírito.
Construímos uma árvore de Natal e um envelope com material reciclado.

"O Natal é uma época, não só de júbilo mas também de reflexão."
Winston Churchill

Cristina Cotralha

terça-feira, 12 de dezembro de 2017

Agrupamento Nuno de Santa Maria solidário com as vítimas dos incêndios (2)

Contributo às vítimas dos Incêndios de 15 outubro

À procura da melhor escolha
O Dia Mundial da Alimentação comemorou-se a 16 de outubro, ao qual antecedeu o fatídico e trágico dia de inúmeros incêndios que ocorreram no nosso país e que deixaram um incomensurável rasto de destruição e sofrimento para pessoas e para nossa biodiversidade.

E agora, quem é que vai carregar?
Os alunos da escola Nuno Álvares Pereira, nomeadamente as turma 6.º B, C e E, realizaram uma feirinha comemorativa do Dia Mundial da Alimentação, com venda de diversos produtos alimentares, simpaticamente doados pelos seus familiares.

Com entusiamo, os alunos decidiram, com as receitas, adquirir bens necessários para apoio às vítimas dos incêndios. Com as verbas das turmas do 6.º C e B, foram adquiridos, na Agriloja de Tomar, 17 sacos de ração de 30kg (no valor de 144,50€), para gado ovino. Esta compra teve em conta o solicitado, como mais urgente, pelo presidente da ANCOSE (Associação Nacional de Criadores de Ovinos da Serra da Estrela), da zona de Nelas/Oliveira do Hospital.

Alunos e professores envolvidos deixam o seu agradecimento, à Agriloja e aos seus funcionários pela sua cuidada atenção, e à professora Maria João Damásio que se encarregará de fazer chegar a ração ao seu destino.

Sandra Soeiro

quinta-feira, 7 de dezembro de 2017

9º Peditório Nacional de Pilhas

9º Peditório Nacional de Pilhas e Baterias usadas afavor do Instituto Português de Oncologia


Durante o mês de dezembro, a Ecopilhas realiza o 9º Peditório Nacional de Pilhas e Baterias usadas a favor do Instituto Português de Oncologia (I.P.O.).

Todos as pilhas recolhidas até 31 de dezembro de 2017 irão contribuir para esta causa.
Além de contabilizar pontos para o nosso Agrupamento, a nossa ajuda irá contribuir para a Ecopilhas doar ao IPO um aparelho para doentes oncológicos.

Assim, vamos fazer mais um esforço de divulgação e tentar angariar o máximo de pilhas e baterias usadas por esta nobre causa.

As pilhas velhas de lanternas, relógios, rádios, comandos de equipamentos ou brinquedos e as baterias já sem uso de aparelhos como máquinas fotográfcas, telemóveis, computadores portáteis ou ferramentas elétricas devem ser colocadas num dos pilhões do Agrupamento. 

Estes materiais recebem depois um tratamento adequado, são reciclados e podem voltar a ser usados no fabrico de novos produtos, em vez de serem abandonados na natureza, causando poluição.

Há pilhões espalhados por todas as escolas do Agrupamento. Na ESSMO e na EDNAP, os pilhões estão nas respetivas biblioteca, sala de professores e laboratórios de ciências naturais. Existem ainda pilhões na EB1 /JI Raul Lopes. Não deixem de participar, ajudando o I.P.O. e protegendo o ambiente!
Agradecemos, desde já, a todos os que irão contribuir e aos que já contribuíram.



Ao longo dos últimos 3 anos temos recolhido muitas pilhas e obtivemos, até ao momento, 477 pontos. Chegou a hora de os trocar por prémios.

Assim, vamos utilizar 260 pontos para adquirir um Tablet 10.1 (LENOVO TB-X103F) para a biblioteca da EDNAP, escola que no ano passado mais pilhas recolheu.
Para podermos obter mais 260 pontos e adquirir mais um tablet faltam 4 pilhões. 
Vamos fazer mais um esforço para atingir este objetivo.

Para mais informações, pedidos de pilhões ou de recolha dos mesmos, por favor, contacte os professores responsáveis.  

Dionísio Leal
Maria Deus Monteiro

quarta-feira, 29 de novembro de 2017

Dar a mão à inclusão


Vamos mais uma vez assinalar o dia Internacional da Pessoa com Deficiência! Desta vez vamos dar a mão à Inclusão pois acreditamos que todos temos dom!

Contamos convosco!
Elsa Silva

Celeste Sousa

Mãos para a Inclusão

E assim vamos criando Mãos para a Inclusão.
Já temos uma para si!

Juntem- se a nós no próximo dia 5 de dezembro.

Elsa Alexandra

Mais mãos para a Inclusão

De uma maneira ou de outra, são muitos os que vão trabalhando para que a Inclusão possa ser mais do que mãos, palavras ou marchas...



De uma maneira ou outra, muitos vão fazendo questão de afirmar que a inclusão é uma forma de estar no mundo e de se ver os outros.




Contamos com todas as mãos no dia dia 5 de dezembro.

Eb1 e JI de Marmeleiro


No dia 5 de dezembro demos a mão à Inclusão na nossa escola.



Contornámos e recortámos as nossas mãos em goma eva, escrevemos uma faixa alusiva à temática que colocámos no exterior com as mensagens que trouxemos de casa.


Na sala de aula escutámos e visualizámos a história digital “Menino de cor”, explorando o seu conteúdo, sendo este o ponto de partida para todos discutirmos o assunto e expressarmos a nossa opinião.

Helena Lourenço e Madalena Atalaia

Dia da Floresta Autóctone 2

Projeto D. Nuno Árvores Pereira planta mais 4 árvores no Dia da Floresta Autóctone



No passado dia 23 de novembro, pelas 14:30 as turmas E e F do 8.º ano plantaram árvores no recinto da DNAP, no âmbito do projeto D. Nuno Árvores Pereira, para comemorar o Dia da Floresta Autóctone.

A Junta de S. João Baptista e de Santa Maria dos Olivais colaborou, mais uma vez, nesta iniciativa, doando quatro azinheiras que foram plantadas no recinto da escola, pelos alunos, um grupo de professoras e o Sr. Presidente da Junta de Freguesia.


Este Projeto, já responsável pela plantação de 8 árvores, pretende ser um pequeno e simbólico contributo para o combate ao Aquecimento Global.
Tendo em conta a recente e devastadora vaga de incêndios, pretende ainda, ser uma atividade de cariz pedagógico e cívico.


Fátima Barroca

quarta-feira, 22 de novembro de 2017

Dia Europeu para a Proteção das Crianças

No dia 17 de novembro a BECRE Raúl Lopes juntou-se às diversas atividades promovidas pelo Agrupamento Nuno de Santa Maria, para assinalar o Dia Europeu para a Proteção das Crianças contra a Exploração Sexual e o Abuso Sexual.



Os alunos do 3º e 4º ano da EB1 Raúl Lopes visualizaram um pequeno filme realizado pelo
Conselho Europeu, enquadrado no projeto “KIKO E A MÃO”, que visa ensinar às crianças e
famílias, estratégias para ajudar a combater este flagelo, transversal a todas as sociedades.

Após a visualização do filme, foi lido o folheto elaborado para distribuir aos Encarregados de
Educação e deu-se início ao debate sobre o tema.

Os alunos participaram ativamente na discussão, transmitindo as suas dúvidas e trazendo ao
debate questões relacionadas com as redes sociais e com a influência, geralmente negativa,
que acrescentam a estas questões. Concluíram que, não só, são facilitadoras de vários tipos de
abusos como também promovem abusos à escala global, tornando mais difícil a prevenção e o
combate.

Foi uma manhã profícua, onde mais uma vez a Biblioteca se tornou agente dinamizador e
espaço de debate de temas atuais e que exigem medidas prementes.

Carmen Carvalho



No âmbito das comemorações deste dia, no dia 18 de novembro, as professoras e alunos da EB1 Raul Lopes, elaboraram um cartaz alusivo ao tema.
Esta iniciativa teve como objetivo a sensibilização de toda a comunidade para a problemática do mesmo e para a necessidade urgente de combater a exploração e o abuso sexual nas crianças.


terça-feira, 21 de novembro de 2017

Dia da Floresta Autóctone

Projeto D. Nuno Árvores Pereira volta a plantar árvores 


No próximo dia 23 de novembro, pelas 14.30h as turmas E e F do 8.º Ano voltarão a plantar árvores no recinto da DNAP, no âmbito do Projeto D. Nuno Árvores Pereira, para comemorar o Dia da Floresta Autóctone.

Por este motivo, gostaríamos de convidar os professores e alunos do Agrupamento a colaborarem connosco nesta atividade tão nobre e tão cívica, tendo em conta a recente e devastadora vaga de incêndios.
Como no ano letivo anterior, os Encarregados de Educação estiveram presentes, este convite é-lhes também extensivo.

(P´lo Projeto) 

Fátima Barroca

domingo, 19 de novembro de 2017

Mantas de Histórias

BECRE - Raúl Lopes


Mantas de Histórias, projeto desenvolvido pela BECRE Raúl Lopes em colaboração com osEncarregados de Educação, Educadoras e Assistentes Operacionais das crianças de 5 anos detodos os Jardins de Infância do Agrupamento Nuno de Santa Maria.


As Educadoras escolheram 4 livros para trabalhar temas tão importantes, como os medos e os
afetos.
Os livros escolhidos foram:

  • “O que é o amor? de Davide Cali
  • “Orelhas de borboleta” de Luísa Aguilar
  • “Ovos misteriosos” de Manuela Bacelar e Luísa Ducla Soares
  • “O Cuquedo” de Clara Cunha


A partir da temática e da mensagem do livro os encarregados de educação elaboraram em
casa, com os seus filhos, um retalho alusivo à história. Coube à biblioteca juntar todos os
sugestivos e criativos trabalhos recebidos e elaborar as mantinhas que se encontram agora
expostas na biblioteca da EB1 Raúl Lopes.

Conseguimos, certamente, unir escola e famílias em torno destas temáticas, proporcionando
conversas e tempo de qualidade entre pais e filhos; abordagens importantes para o
desenvolvimento da inteligência emocional das crianças, que dessa forma adquirem
capacidade de se automotivar e seguir em frente, mesmo diante de frustrações e desilusões.

Magusto Fomentou o Convívio em Família

EB1 e JI do Marmeleiro



No dia 13 de novembro comemorámos o S. Martinho, no período da manhã com a lenda  de S. Martinho e trabalhos alusivos à mesma. Não podiam faltar as deliciosas castanhas assadas na caruma…

Ficámos ansiosos para o Magusto vivenciado no final de tarde, com os nossos familiares, docentes e auxiliares.

Este convívio, promovido pela Associação de Pais, proporcionou um fim de tarde diferente, onde não faltaram as castanhas, água-pé, febras, frutos secos, compotas, bolos… E, acima de tudo um momento de encontro, boa disposição e partilha desta comunidade que se revela empenhada em estar cada vez mais presente no dia a dia da escola.

A Associação de Pais e as Docentes agradecem a presença, disponibilidade e colaboração de todos que se envolveram na realização deste evento.


Gostámos muito de ver os nossos pais, avós e amigos na nossa escolinha.

Projeto da Horta

EB1 e JI do Marmeleiro


Às sextas-feiras no JI e EB1 do Marmeleiro é dia de saída. 

A primeira foi ao pinhal, aí descobrimos terra boa para a nossa horta.

Foi pegar no carro de mão e trazê-la para enriquecer a existente.

Misturámos a terra, semeámos favas, ervilhas e ervas aromáticas, plantámos ainda couves e por fim regámos tudo bem regadinho …


Não podia faltar o espantalho que cumpriu tão  bem o seu papel de modo a deixar crescer as nossas culturas.

Dia do Bolinho

EB1 e JI do Marmeleiro


No dia 31 de outubro cumprimos a tradição na nossa escola.

Fizemos saquinhas de pano e vestimo-nos a rigor para pôr mãos à obra na pastelaria…

Amassámos os bolinhos e as broas com atividades de matemática, envolvendo pesagens e medidas, bem como a prova dos ingredientes.

Depois fomos cozer no forno a lenha da comunidade.


Brincámos ao “bolinho, bolinho” com a distribuição de tão saborosas iguarias, que todos levámos para casa.

segunda-feira, 6 de novembro de 2017

Solidariedade

Agrupamento Nuno de Santa Maria solidário com as vítimas dos incêndios


No âmbito do Projeto de Solidariedade que envolve as turmas B e E do 6º ano da Escola D. Nuno Álvares Pereira, os alunos reuniram a partir da Feirinha de outono (que também contou com a participação do 6º C) e de outras dádivas, a quantia de cerca de 130 euros que serviram para comprar atoalhados e roupa de cama (tendo em conta que estes artigos foram considerados prioritários por elementos da Autarquia de Tondela), para as pessoas a quem os incêndios deixaram na maior miséria e desalento profundo.



 Assim sendo, e movidos pelo maior desejo de atenuar o sofrimento destas (e de tantas outras) pessoas, no dia 25 de outubro, um grupo de alunos e uma professora deslocaram-se à loja Noveste, para fazer as respetivas compras. A simpatia da gerência desta loja traduziu-se num generoso desconto nas compras e na doação de algumas peças de vestuário.



Foi uma tarde excelente, que nenhum dos envolvidos esquecerá! "Ajudar os outros é muito bom", afirmaram os alunos, no regresso a casa.

Façamos nossas as palavras deles!


Por último, uma palavra de grande apreço a todos os Encarregados de Educação e tantos avós e outros familiares, cuja generosidade permitiu angariar, com a Feirinha, a quantia de cerca de 87 euros que teve um destino tão nobre e à professora Maria João Damásio, que fez chegar este nosso contributo a quem dele mais precisa.

Fátima Barroca

quarta-feira, 1 de novembro de 2017

Halloween

Afinal, a palavra Halloween parece derivar diretamente da insuspeita festa de Todos os Santos. "Halloween" será a corruptela da expressão inglesa "All hallow's eve", que significa "véspera de Todos os santos".


Na noite de 31 de outubro (véspera de Todos os Santos) os irlandeses celebravam o fim do Verão. A festa celta durava três dias, começando no último dia de Outubro e fogueiras eram feitas em celebração da abundância de comida depois da época da colheita.
Daí os doces, as abóboras, os bolos...

Sabia?
Para saber mais veja este artigo:
http://segredosdomundo.r7.com/halloween-o-que-significa-e-como-teve-origem-o-dia-das-bruxas/

Seja como for, a festa das Bruxas é cada vez mais comemorada em Portugal. Sobretudo pelos mais novos. A ESSMO não o ignora.

Vai daí que... a turma do 12ºD (Artes), sob a orientação do seu prof. José Morgado, assumiu a responsabilidade na decoração do espaço "polivalente" da escola. Quem passasse pela "sala comum" da ESSMO no dia 31 (terça-feira) ia poder cumprimentar esqueletos, cadáveres, morcegos, fantasmas (8ºH e 9ºG - prof. Henrique Oliveira), teias de aranha, vassouras de bruxas, panelões de poções mágicas e venenos secretos, marcas recentes de sangue, pedras tumulares, gatos pretos, bruxas voadoras, caixões, velas consumidas, enforcados ensanguentados, uma exposição de luas de Halloween (trabalhos das turmas 8ºA; 8ºB; 8ºF e 8ºG - prof. Fernando Mendes), morcegos, aranhas e... com muito humor, a porta de entrada para o Inferno, onde habitam todos os demónios, monstros, almas condenadas e de onde todos querem distância (por acaso era a sala dos professores!).

Muita qualidade e muito trabalho!
Passava já das 19:00, noite fechada, e ainda havia algumas "bruxas" a dar os últimos retoques.

Vale a pena ver, com olhos de ver... há por lá excelentes pormenores. Note-se o caso da notável abóbora que estava mesmo à entrada da escola!

Ficam algumas fotos...

Alô, Uin!

(Halloween)

   — Isto é bué giro!
   — Yah! Ganda cena. Muita lol!
   — Yep.
   — Isto é uma cena, tipo... tás a ver?




À minha frente vão duas bruxas. Têm para aí uns 11 anitos (mas garanto-vos que parecem ter pelo menos 358!).
A da direita, mais alta (quase a chegar com os pés ao chão quando se senta nas cadeiras da sala de aula) é uma bruxa lourinha, de olhos claros (verdes? azuis? cor de sapo?) e puxa, com as pontas dos dedos finos, deliciada, uma ranhoca verde que tem colada no chapéu preto e pontiagudo de bruxa má.
— Isto é bué giro!
A da esquerda, morena, de óculos de executiva é mais baixinha (mas imagino que quando se estica, quase chega a meio do quadro para escrever o sumário) e concorda, deslumbrada, que aquela massa viscosa cor de vomitado que vai recolhendo do seu delicadíssimo vestido de bruxa é:
— Uma cena tipo... tás a ver?".

São duas princesas disfarçadas. Encantadas de bruxas!

Vão à minha frente, vindas, como eu da EDNAP.
Estiveram a fazer de estátuas vivas, juntamente com outros assassinos, zombies, Darth Vaders, cientistas loucos, Frankensteins, meninas apunhaladas, professoras assustadoras, alunos terríveis, enfim, monstros de todos os tipos... tudo com muito sangue e muita ranhoca verde!

E como vão felizes!
«Isto é uma cena tipo... tás ver?»
E esta expressão – quase uma interjeição – reúne em si todo o fascínio de quem acabou de viver algo mágico, algo "tipo... tás a ver?"

Só quem trabalha com adolescentes percebe o maravilhoso que esta oração gramatical desconjuntada e inqualificável consegue transmitir.

E só quem viu pode testemunhar como estavam lindos! Todos... eles e elas, os pequenos e os grandes, as princesas encantadas de bruxas e os príncipes disfarçados de monstros. Todos impecavelmente lindos! Apenas porque estavam de alma e coração a fazer algo que lhes fazia sentido.

Já ouço os críticos...

O "Halloween" não é, de certo, uma tradição portuguesa.
Mas também a Coca-cola, as pizzas, o futebol e o "preço certo" não são a nossa tradição e ainda assim ninguém os põe em causa.
Mal seria se a Escola ignorasse as tradições nacionais e locais e privilegiasse apenas o que é importado. Mas ainda há duas semanas os mesmos alunos e a mesma escola estavam a participar no desfile de "Santa Iria" e, mesmo com chuva, os bruxos e bruxas de hoje foram atirar as flores ao Nabão para que ele as levasse até Sant'Iria.
E foi com a mesma pureza de sentimentos que hoje eles se transformaram  em personagens do Halloween e montarem uma notável galeria (no sentido mais exato da palavra!).

Esta "galeria de estátuas vivas" foi uma atividade promovida, organizada e dinamizada pelos professores de Inglês da EDNAP, com a imprescindível colaboração dos seus alunos e dos respetivos Encarregados de Educação.
Durante 15 minutos, estiveram (mais ou menos) imóveis quase 100 alunos.
Durante o "intervalo grande" da manhã, entre as 10:15 e as 10:30, os alunos perfilaram-se nos espaços exteriores da EDNAP e mostraram ao (seu) mundo
como eram capazes de encarnar personagens de histórias longínquas e estanhas que precisaram de conhecer;
como eram capazes de de construir "bonecos" coerentes e consistentes;
como eram capazes de ser responsáveis e organizados;
como eram capazes de ter sentido crítico e perceber que a vida é feita de escolhas;
como eram capazes de estar atentos ao detalhe e ao pormenor;
como eram capazes de perceber que o trabalho e a dedicação acabam por ser reconhecidos e compensados e que a fuga às responsabilidades conduz inevitavelmente ao esquecimento e à mediocridade.

As coisas que eles aprendem sem estar numa aula!
As coisas que lhes ensinam sem estar numa sala...

Só é pena que tudo tenha ficado confinado ao espaço escolar e tudo se tenha esgotado em 15 min. Eles e elas, os pequenos e os grandes, as princesas encantadas de bruxas e os príncipes disfarçados de monstros mereciam mais. Mereciam que os colegas de escola os vissem, que os professores os reconhecessem, que os pais se orgulhassem e que a cidade os aplaudisse.

Este agrupamento faz bem! Às vezes faz mesmo "muito bem". Mas é preciso que o mostre!
Fica o desafio aos responsáveis... talvez para o ano se possa conseguir mais visibilidade.


As fotos aqui publicadas têm uma intenção meramente ilustrativa e documental. 
Poderão ser retiradas por pedido expresso dos interessados.

domingo, 29 de outubro de 2017

AENSM - Um Agrupamento com "muita pilha"


Obrigado




No ano letivo 2016/17 o nosso Agrupamento participou na 6ª Edição da campanha "Pilhão vai à Escola", um desafio lançado pela “Ecopilhas”, com o objetivo de sensibilizar a comunidade escolar para a necessidade de recolher seletivamente pilhas e baterias usadas, incentivando as Escolas a adotar as melhores práticas ambientais.

Nos últimos três anos letivos, o agrupamento, recolheu 38 Pilhões, tendo um saldo de 477 pontos.

Durante passado o ano letivo, foram recolhidos 27 Pilhões M, aproximadamente 370 quilos de pilhas.
Certificado atribuído ao AENSM
Certificado atribuído ao AENSM
6ª edição do "Pilhão vai à Escola


No presente ano letivo, estamos já a participar na 7ª edição da referida campanha e, com a ajuda de todos, vamos fazer um esforço de divulgação e tentar angariar o máximo de pilhas e baterias usadas.

pilhões espalhados pelas Escolas do agrupamento.

Na ESSMO e na EDNAP, os pilhões estão nas respetivas bibliotecas, sala de professores e Laboratórios de Ciências Naturais.

Existe ainda um pilhão na EB1 /JI Raul Lopes.

quinta-feira, 26 de outubro de 2017

Dormir e estudar ou Estudar a dormir?

Em conformidade com a medida n.º 5 do Plano de Ação Estratégica do Agrupamento de Escolas Nuno de Santa Maria e no âmbito do Programa Nacional de Promoção do Sucesso Escolar, numa organização conjunta dos diferentes diretores das turmas do 11º Ano e do 12º D, convida-se os OS Encarregados de Educação dos alunos destas turmas a participar em duas sessões de trabalho subordinadas aos temas:



  • “Dormir bem - como e porquê?”
  • “A importância de saber estudar na construção do sucesso pessoal, familiar e social”.

Com uma duração prevista entre os sessenta e os noventa minutos, estas ações terão lugar no auditório da Escola D. Nuno Álvares Pereira, nos dias 9 de novembro e 14 de dezembro, respetivamente, às 18 horas.

Os Encarregados de Educação que assim o entenderem podem fazer-se acompanhar dos seus educandos.

sexta-feira, 6 de outubro de 2017

Eleições para o Representante no Conselho Geral

Resultados Finais Oficiais:


  • Eleitores: 393
  • Votantes: 252
  • Lista A: 215 votos
  • Brancos: 26 votos
  • Nulos: 11 votos

Vencedor: Lista A


Foto: Facebook

Eleições para a Associação de Estudantes

Resultados Finais Oficiais:


  • Votantes: 583
  • Lista M: 380 votos
  • Lista Y: 184 votos
  • Brancos: 2 votos
  • Nulos: 17 votos

Vencedor: Lista M



quinta-feira, 5 de outubro de 2017

5 de outubro - Dia Mundial do Professor

Há algum professor que mereça o teu agradecimento?




(foto original © Leya Educação)

Dia Mundial do Professor

«Os professores são a força mais influente e poderosa para a equidade, acesso e qualidade na educação.»
Irina Bokova, Diretora-geral da UNESCO

Este ano, sob o tema Ensinar com liberdade, capacitar professores, o dia mundial do professor pretende homenagear todos aqueles que escolheram a profissão de docente como forma de vida e que dedicam o seu dia-a- dia ao ensino.

Como todos os anos desde 1994, a 5 de outubro comemora-se o Dia Mundial dos Professores. Esta data é assinalada por governos, organizações multi e bilaterais, ONGs, o setor privado, professores e especialistas no campo do ensino.

A data foi criada pela UNESCO, precisamente em 1994, com o objetivo de chamar atenção para o papel fundamental que os professores têm na sociedade e na instrução da população. 

A mensagem da UNESCO do Dia Mundial do Professor enaltece a dignidade e a importância do professor na sociedade, como construtor de pessoas. Este dia do professor, um profissional que é na prática um pilar da sociedade, é um pouco ofuscado em Portugal pela comemoração da Implantação da República, na mesma data.

Numa iniciativa conjunta da Biblioteca Escolar e das professoras titulares da escola EB1 de Santo António, a fim de comemorar o Dia Mundial do Professor, alunos e respetivos encarregados de educação foram convidados a descrever e/ou a desenhar o seu professor ideal.



O resultado foi surpreendente, não só pelas mensagens dos textos elaborados, como também pelo cuidado na representação gráfica dos trabalhos em geral.

Foi, sem dúvida, uma bela homenagem a que estes alunos e encarregados de educação fizeram aos seus professores. 

As Bibliotecas do AENSM

quarta-feira, 4 de outubro de 2017

Dia Mundial do Animal


O Dia Mundial do Animal celebra-se anualmente a 4 de outubro.
A data foi escolhida em 1931 durante uma convenção de ecologistas em Florença. A escolha teve em conta o facto de o dia 4 de outubro ser o dia de São Francisco de Assis, o santo padroeiro dos animais.

O Dia Mundial do Animal é celebrado em vários países, através de diversos eventos e iniciativas.

Principais objetivos da celebração do Dia Mundial do Animal:
  • Sensibilizar a população para a necessidade de proteger os animais e a preservação de todas as espécies;
  • Mostrar a importância dos animais na vida das pessoas;
  • Celebrar a vida animal em todas as suas vertentes.

Imbuídos destes princípios, a equipa da Biblioteca da EB1 Raúl Lopes, dinamizou uma atividade envolvendo os alunos da Educação Especial: «O Carnaval dos Animais», obra do compositor francês nascido no princípio do século XIX, Camille Saint Saëns, cuja peça deu origem a uma obra, com o mesmo título, do autor espanhol José Antonio Abad.

quinta-feira, 14 de setembro de 2017

Um ano...


Um ano, cinco minutos, alguns momentos. Memórias do ano letivo 2016-17 no AENSM (Tomar).

Para quem gosta de recordar como foi feliz;
para quem gosta de saber o se fez;
para quem gosta de imaginar o que se pode vir a ser.

2016-17 foi assim...

Que venha 2017-18!

quarta-feira, 13 de setembro de 2017

Estátuas Vivas

Uma organização conjunta da CMT e do AENSM.

Este fim de semana - de 15 a 17 de setembro - em Tomar



V FESTIVAL DE ESTÁTUAS VIVAS DE TOMAR

Lendas e Tradições de Portugal

Do Convento de Santa Iria à Praça da República passando pelo Mouchão

Com o centro histórico como cenário, o V Festival Estátuas Vivas de Tomar tem a História de Portugal e a cultura popular como fios condutores. A viagem pelas nossas lendas e tradições, evocando outros tempos e culturas, é feita na quietude das Estátuas Vivas.

O Festival tem início na noite de sexta-feira, dia 15 de setembro, com “Estátuas Vivas – Arte na Rua”. 16 artistas, de diversas nacionalidades, apresentam os seus melhores trabalhos em performances de tema livre.

“Lendas e Tradições de Portugal” é a temática de sábado e domingo. As 14 narrativas apresentadas, “contadas” por 24 Estátuas Vivas, inspiram-se nas lendas e tradições do imaginário popular desde a Romanização ao século XIX.

Na ilha do Mouchão, viaja-se aos tempos da Reconquista com as lendas de Mouras Encantadas e Cavaleiros Templários a ganharem vida. Além das Estátuas Vivas, iremos encontrar acampamentos Árabes e Templários, guerreiros e dançarinas, dromedários e falcões.

Já na Praça da República, a diversão é garantida pelo saltimbanco, herdeiro do bobo medieval, num espetáculo de Teatro-Circo onde reina o improviso.

Ao votar na sua Estátua Viva preferida, o público irá eleger as atuações vencedoras de “Estátuas Vivas – Arte na Rua” e “Lendas e Tradições de Portugal”.

Às 19h00 de domingo, frente à Câmara Municipal, decorrerá o espetáculo de encerramento. Às 20h00 serão anunciados os resultados e entregues os prémios aos vencedores do V Festival Estátuas Vivas de Tomar.

terça-feira, 12 de setembro de 2017

Abertura(s) do ano letivo 2017-2018



Não vais querer faltar à Abertura do Ano Letivo!

Há muita coisa para ver e ouvir. Há muita gente para reencontrar. Há muitas novidades para descobrir...


quarta-feira, 6 de setembro de 2017

Horários das turmas



Os horários das turmas do AENSM (do 5º ao 12º ano) serão afixados no próximo dia 8 de setembro (sexta-feira) na escola sede do agrupamento (ESSMO), a partir das 11:00.

Nota: Podem ser compradas cópias dos horários das turmas nos serviços de reprografia da escola.

quinta-feira, 10 de agosto de 2017

Manuais para o 1º ciclo




Informações constantes da imagem:

Manuais escolares

Os manuais para o 1º ciclo serão entregues pelo professor titular da turma, a todos os alunos, gratuitamente, no início do ano letivo.

Cadernos de Atividades

Os cadernos de atividades serão adquiridos pelos encarregados de educação, caso não beneficiem do apoio ASE.

A Autarquia atribuirá uma comparticipação para a compra dos cadernos de atividades, no ano letivo de 2017/2018, para todos os alunos do 1º ciclo do ensino básico, beneficiários da Ação Social Escolar (escalões A e B), como forma de apoio às famílias com maior carência económica.

Serão comparticipados com os seguintes valores:

Escalão A
  • 1.º ano – 24,00 €
  • 2.º ano – 25,00 €
  • 3.º ano – 35,00 €
  • 4.º ano – 35,00 €
Escalão B
  • 1.º ano – 12,50 €
  • 2.º ano – 12,50 € 
  • 3.º ano – 17,50 € 
  • 4.º ano – 17,50 €
Os Encarregados de Educação deverão entregar, nos Serviços de Administração Escolar do Agrupamento, o comprovativo da compra dos livros de fichas / cadernos de atividades, no qual deverá também constar o nome do seu educando.

sexta-feira, 28 de julho de 2017

Resultados dos Exames e Provas Nacionais - 2ª fase


Os resultados das Provas Nacionais (9º ano) e Exames Nacionais 11º e 12º anos) realizados no AENSM (2ª fase) serão afixados na Esc. Sec. Santa Maria do Olival (ESSMO) no dia 4 de agosto, da parte da tarde.
A hora exata da afixação das pautas com os resultados será divulgada durante a manhã de 4 de agosto.